Arquivo da tag: hèrme

Doce Fashion: Macaron!

Coloridos e delicados, os docinhos franceses conhecidos como macarons tem se multiplicado nas vitrines de docerias e há até confeiteiros que passaram a se dedicar totalmente a eles.

Dois discos feitos com farinha de amêndoa são unidos por uma fina camada de creme ou geleia de inúmeros sabores. O resultado é uma delícia crocante por fora e extremamente macia em seu interior.

A guloseima veio da Itália – assim como seu nome, derivado da palavra maccherone. Foi na França, porém, que ganhou acabamento delicado e status de iguaria.

Ela foi criada por Pierre Desfontaines na Ladurée (fundada em 1862), no começo do século 20.

O pâtissier alsaciano Pierre Hermé já foi chamado de o ”Ferran Adrià do chocolate”, confessa que o princípio de tudo foi a gulodice: ele é assumidamente chocólatra.

Hermè virou uma grife das mais disputadas no mundo do chocolate. Faz sucesso estrondoso em lugares como o Japão e suas lojas, em Paris, estão sempre cheias, mesmo com os preços altíssimos!

Um macarron desse chega a custar quase R$ 10,00!

Em inglês a tradução de macaron é macaroon. E a versão parisiense seria chamada de parisian macaroon. No entanto, começou-se a usar em inglês a palavra macaron com a grafia francesa para se referir à versão parisiense do doce. E o termo macaroon, é muito usado para se referir às outras versões dele que são bem diferentes e nada lembram o parisiense.

Vamos ao sabores clássicos:

– Chocolate
– Gianduia
– Champanhe
– Doce de leite
– Café
– Baunilha
– Pistache

E aí, quem já tá delirando aí?

Recentemente já é possível encontrar versões bem diferentes desse doce que tá suuuuper na moda! Vem comigo!

Quer encomendar o seu?

Em Ribeirão Preto:

– Três Colheres Patissêrie

Loja 1 – Rua Chile, 1101 – sl. 03 – Jd. Irajá – Ribeirão Preto

Loja 2 – Marechal Deodoro, 1631 – Boulevard – Ribeirão Preto

(16) 3021.1082 (16) 3877.7010 (16) 9162.8326

Em São Paulo:

-La Pâtisserie- Café & Delícias, Alameda Santos, 85 (Flat Golden Tulip Paulista Plaza), Paraíso, 3177-0400.

-Pâtisserie Douce France, Alameda Jaú, 550/554, Cerqueira César, 3262-3542; MorumbiShopping, 5189-4584.

-Pâtisserie Mara Mello, Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 1308, Jardim Paulistano, 3081-5229.

-Payard, Shopping Iguatemi, 3819-4929.

-Sódoces, Alameda dos Arapanés, 540, Moema, 5051-5277.

4 Comentários

Arquivado em itskika's files!

Top5 Classic Bags!

Com certeza vocês já ouviram falar, incansavelmente, sobre a Speedy, Birkin Bag, Lady Dior, Jackie, e 2.55, ou seja, as bolsas clássicas no mundo fashion.. Hoje, eu falo dessas 5 bolsas mais populares entre as ladys e saiba porque elas são consideradas clássicas..

O que elas têm em comum? Matérias-primas supernobres, fabricação artesanal, preços nas alturas e uma certeza: são eternas.

2.55, Chanel

Em fevereiro de 1955, Coco Chanel lançou mais um ícone para a história: a 2.55. O objetivo era fazer uma bolsa prática e funcional. Criou bolsos internos e até uma divisória para o batom, além de uma alça de corrente para as mulheres usarem o modelo no ombro — uma revolução. A 2.55 passa por 180 etapas, entre a criação e a confecção final. Hoje, além das tradicionais, de couro, a partir de 12 mil reais, existem as versões de jeans, veludo e ráfia.

Lady Dior, Dior

Uma bolsa de princesa. Foi esse o presente que a então primeira-dama francesa Bernadette Chirac queria dar a lady Di. Então, em 1995, ela comprou um modelo lançado pela maison de Christian Dior. Não demorou nada para que Diana fosse clicada com a sua nova bolsa, que, em janeiro do ano seguinte, chegou às lojas batizada de Lady Dior. O clássico modelo de couro com o tradicional desenho de palha trançada custa cerca de 5 mil reais.

Speedy, Louis Vuitton

Nascida com nome de Express e rebatizada na década de 1960 como Speedy, a bolsa da Louis Vuitton era originalmente uma mala de viagem. Com o passar do tempo, foi ganhando versões menores. Hoje, pode ser encontrada em cinco tamanhos e em todos os couros e monogramas das coleções. A mais vendida é a Speedy 30 (a partir de 3.760 reais), que nasceu de uma encomenda feita pela atriz Audrey Hepburn, em 1965.

Birkin Bag, Hèrme

Criada em 1984, em homenagem a Jane Birkin — que ajudou a desenhar o modelo —, a Birkin virou lenda. Cada peça demora até três dias para ficar pronta, é costurada a mão com uma linha tratada com cera de abelha e leva um código, com o nome do artesão que a produziu, o ano e o ateliê. Os modelos mais caros são vendidos sob encomenda e podem levar até dois anos para chegar à casa da cliente. O preço do luxo? A partir de 24 mil reais.

Jackie, Gucci

Jacqueline Kennedy deixou muitas heranças de estilo. Entre elas, a bolsa Jackie, criada pela Gucci na década de 1950 e uma das favoritas da ex-primeira-dama. Cada modelo é costurado a mão por artesãos italianos, experts em trabalhar com couro para selas de cavalo, e consome até 13 horas para ser produzido — sendo metade do tempo dedicado só à costura. Uma New Jackie, com franjas e espaço para o celular, custa cerca de 5,8 mil reais.

5 Comentários

Arquivado em itskika's files!