Arquivo da tag: summer

Red Serena!

2 Comentários

Arquivado em itskika's files!

Chanel no PFW 2011.

Karl Lagerfeld gosta de imaginar catástrofes naturais quando cria suas coleções de inverno. No ano passado ele colocou um iceberg gigante no centro da apresentação, lembrando os perigos do aquecimento global. Agora o estilista transformou o Grand Palais em um cenário apocalíptico, com direito a fumaça, carvão e pedras espalhadas como se um vulcão acabasse de entrar em erupção. Nos looks, o foco foi nas sobreposições. Os clássicos tailleurs apareceram sobre blazers. Calças jeans skinny de aparência desgastada foram usadas com conjuntos de casaco e minissaia. Outra calça que marcou a coleção foi um folgado modelo de alfaiataria, que veio ora com a barra displicentemente dobrada, ora com um comprimento que causava volume no tornozelo.

Os sapatos refletiram o clima pesado, atípico na Chanel, que pairou sobre o desfile: muitas botas masculinas e sapatos oxford apareceram ao lado de um clássico escarpim de salto médio. Uma série de macacões vieram em diversos materiais – tweed, matelassê e até renda – contando com grandes bolsos utilitários na altura das coxas. A sombria cartela de cores combinou com a atmosfera apocalíptica: preto, cinza, marinho e marfim com leves toques de vermelho e verde. Quebrando o peso da coleção, alguns vestidos de tecido vaporoso e modelagem à la década de 1920 e inusitados longos de malha, como o modelo que a brasileira Aline Weber desfilou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe um comentário

Arquivado em itskika's files!

Yves Saint Laurent no PFW 2011

“A coleção de inverno de Pilati para Yves Saint Laurent deve calar os fofoqueiros da moda, pelo menos por um tempo”, escreveu o site WWD, citando os rumores sobre uma possível demissão de Stefano Pilati da direção criativa da grife. “Foram roupas rigorosamente elegantes, superchics e sensuais”, completou Tim Blanks, do Style.com. O desfile criado pelo estilista italiano teve motivo para receber tantos elogios. A apresentação abriu com uma série impecável de alfaiataria em xadrez Príncipe de Gales com ares de anos 1960. Minissaias, blazers de corte feminino, camisas e capas: tudo com um apelo altamente vendável. A cartela de cores veio neutra, com muito branco, cinza, preto e leves toques de azul e do roxo característico de Saint Laurent. Destaque para os sapatos: mocassins, oxfords e sandálias, todos com um alto salto anabela. Fechando o desfile, uma bonita série de vestidos e conjuntos em looks total branco. Fonte: ModaSpot.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe um comentário

Arquivado em itskika's files!

Stella McCartney no PFW 2011.

Stella McCartney abriu seu desfile com uma nova proposta de silhueta: vestidos e blusas vieram com um volume ao longo das mangas que começa no ombro e acaba no punho. A renomada alfaiataria da estilista britânica apareceu mais masculina do que nunca, com ombros exagerados em paletós de formas retas e amplas que exigirão consumidoras corajosas. As chamativas estampas que lembram papel alumínio amassado foram outro elemento difícil de digerir. Jogando com extremos, a britânica ofereceu opções para noite bem mais delicadas e femininas. Assim como Marc Jacobs, Stella investiu nos poás, alinhados a transparências em reveladoras peças. Os três últimos looks do desfile, marcados por recortes sinuosos, são uma boa pedida para o público mais sensual da estilista. Fonte: ModaSpot

Este slideshow necessita de JavaScript.

1 comentário

Arquivado em itskika's files!

Louis Vuitton no PFW 2011.

Marc Jacobs reproduziu o cenário de um antigo hotel, com direito a porteiros e elevadores, para o desfile de inverno 2012 da Louis Vuitton. Só que o Grand Hotel da Vuitton veio repleto de arrumadeiras fetichistas, que usavam blusas e vestidos transparentes, cintos em forma de corset e até algemas (acessório que também foi visto na coleção de Pedro Lourenço) presas às desejadas bolsas da grife. Os casacos tinham um ar militar, que foi acentuado pelos quepes e pelas galochas de borracha com altas plataformas. As “funcionárias” do Hotel da Vuitton também vestiram calças jodhpur de comprimento abaixo do joelho, vestidos de renda emborrachada, hot pants e pele de carneiro da Mongólia. Na lista de hóspedes especiais estavam as tops Naomi Campbell, Amber Valletta, Carolyn Murphy e Kate Moss, que fechou o desfile fumando um cigarro. Fonte: ModaSpot.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe um comentário

Arquivado em itskika's files!

Lanvin no PFW 2011.

“Queria começar com algo simples e limpo: o conjuntos de três peças – o retorno da elegância tradicional”, disse Alber Elbaz, estilista à frente da Lanvin, ao New York Times. E assim vieram os primeiros looks em preto e perfeitos para o dia-a-dia. Com cortes retos e limpos, estavam acompanhados por mocassins envernizados de saltos baixos e chapéu. O estilista acertou nos modelos em que trocou os casacos por capas. Em uma primeira leva, os vestidos tinham uma falsa simplicidade: apesar da modelagem sem grandes surtos criativos, eles traziam um belo trabalho de pedraria no decote. Estampas florais em preto e branco e poás chacoalharam a harmonia minimalista do desfile. A coleção, por fim, desembocou nos vestidos femininos que consagraram Elbaz: vermelho, rosa-choque, rosa-velho, amarelo, uva e vinho coloriram as peças com drapês e babados.

Este slideshow necessita de JavaScript.

1 comentário

Arquivado em itskika's files!

Balmain no PFW 2011.

A troca de guardas no styling da Balmain (Emmanuelle Alt saiu para assumir a direção da Vogue Paris e foi substituída por Melanie Ward) gerou alguma expectativa de renovação na marca. Desde a temporada de inverno 2009 a grife vem aumentando seus lucros, resultado da aposta constante no estilo glam punk, com muitos tecidos metalizados, tachas e jeans skninny. Apesar da mudança no styling e de uma suposta ausência do diretor criativo da marca, Christophe Decarnin, o que se viu na passarela não foi nada muito diferente das últimas coleções.

“É inspirado nas roupas de trabalho”, afirmou Melanie ao jornal britânico Telegraph. Porém, Freja Beha Erichsen e Tati Cotliar mais pareciam meninas saídas da academia em um inédito – e aparentemente confortável – macacão preto, vestindo um blazer metalizado por cima. Além dos macacões, outra novidade no repertório da marca foram as calças, que vieram (ao lado das tradicionais skinnies) em versões mais amplas e curtas, com barra italiana. O resto foi exatamente o que já estamos acostumados a ver nas últimas coleções da Balmain: muitos brilhos, aplicações, bordados e comprimentos mínimos. Fonte: ModaSpot

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe um comentário

Arquivado em itskika's files!